Séries: Dexter da 1ª a 7ª Temporada

“Falar sobre mim é fácil, quero ver fazer o que eu faço”, dizem os posts piegas no Facebook e vale para Dexter.
Dexter é um dos personagens mais idolatrados das séries televisivas e eu não podia deixar passar a chance de falar sobre ele quando o Allan me concedeu o espaço em seu blog.
Não sendo crítico minha análise será puramente passional.


Dexter é um exímio analista de sangue, profissional respeitado e admirado mas resolve casos antigos da polícia à sua maneira. Dexter é um ser deslocado – e quem não é – da sociedade moderna. Não entende as relações humanas e passa por apuros por conta disso. Vive em seu próprio mundo cheio de segredos mortais. Presenciou o assassinato de sua mãe – lembrança que o perturba ao longo das temporadas e que ele não entende claramente – e foi adotado pelo policial que atendeu o chamado para o caso da morte de sua mãe. Sua meia-irmã Debbie é, talvez, a única pessoa com que ele se importe de verdade.
Esta breve introdução serve para entender um pouco o complexo personagem de Dexter e levantar diversas questões acerca do modo como ele enxerga a vida e as pessoas e tentar descobrir o por quê da popularidade da série.  O banho de sangue de que ele se lembra, quando sua mãe é brutalmente assassinada, é a razão pela qual ele é fissurado em sangue? Evento tão longíquo em suas memórias seria motivo para tanta frieza na hora de solucionar os casos a seu modo? Moralmente ele é um serial killer, mas o adoramos por quê? Nos reconhecemos nele sendo seres que não se encaixam na modernidade ou por que temos sede de justiça? Seu falecido pai dando conselhos o tempo todo não seria um alter ego? Certamente questões para profundas discussões.
Quando a série cresce muito a expectativa em torno das novas temporadas é sempre enorme. No caso de Dexter, tendo sua sétima e penúltima temporada a iniciar esta noite, teremos a continuação do gancho explosivo que deixaram ao fim da temporada passada.

1ª TEMPORADA

Temporada inicial bastante tímida. Somos apresentados aos principais personagens e Dexter tem que lidar com o Assassino do Caminhão de Gelo, que o deixa intrigado pois não deixa vestígios de sangue, seu objeto de análise e ajuda para solução de crimes. É quem tira Dexter de sua confortável vida de serial killer noturno.

2ª TEMPORADA

A série, enfim, começa para valer. Dexter tem que lidar com descobertas que podem levar a polícia a ele. Uma bela inglesa entra em sua vida e começa o romance com Rita. Uma de minhas temporadas favoritas.


3ª TEMPORADA

Assim como na segunda temporada, Dexter é descoberto mas não denunciado, porque quem os descobriu também têm sede de morte, mas fogem dos princípios e regras dele próprio. Relacionando-se com Rita seu tempo para matar se torna mais escasso. A tensão aumenta a cada episódio. Outra temporada que gosto muito.

4ª TEMPORADA

A relação com Rita vai bem, obrigado, mas seus casos se tornam mais difíceis de serem solucionados, seja pela complexidade do inimigo em si, seja pelo crescimento da relação com Rita e seus filhos. Para mim A temporada. Personagens dúbios e reviravoltas até o último episódio dão o ar dramático.

5ª TEMPORADA

Com o gancho inesperado do último episódio da 4ª temporada começa o mais do mesmo. O que poderia ser um desfecho para a série se torna um embróglio. A série se arrasta.

6ª TEMPORADA

Para manter a série viva acrescentam religião – ou a falta dela e a repetitividade continua. O fator surpresa já não mais surpreende tanto e os crimes são solucionados de forma inexplicável. A mais fraca das temporadas, apesar do seu final caça-níquel.

7ª TEMPORADA

Com o final covarde da 6ª temporada, os criadores demonstram que estamos chegando ao fim. Com toda a temporada fraca aplicam um golpe baixo nos fãs e deixam um gancho para a estreia desta noite. Afinal, Deb irá denunciar seu irmão ou não? Dado os dois primeiros minutos que a Showtime disponibilizou tudo leva a crer que sim, ela está disposta a levar seu irmão para a cadeia, mas Dexter deve conseguir convencê-la do contrário, mas como não sabemos.

Temos duas temporadas ainda para a redenção de Dexter, ou a amarga decepção. Eles têm um grande personagem nas mãos, que façam bom proveito.

Por: Eduardo Carvalho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s